Categoria: Escrever fora das quatro paredes

Dia Mundial da Poesia: Poesia ilustrada “Sou Jardim”. O que você guarda dentro?

(Para leer ese texto en Español pincha en: Soy Jardín) Sou Jardim Posso parecer uma muralha sombria, feita de ásperas pedras, enegrecida pelo tempo. Mas, dentro conservo um jardim, onde vivem flores e pássaros. Dentro de mim a vida sorri. Ainda que pareça velha, porque sou velha, o tempo dentro de mim se congelou. Se te atreves

Continue lendo

O amanhecer no Mediterrâneo

(Pinche para leer el texto en Español: Amanecer Mediterráneo)   Fotografia e edição: Claudine Bernardes. Praia de Benicassim Acordei assustada e olhei no relógio. Oh, não! O despertador não soou e já era às 6:30 da manhã. Pulei da cama, tomei meu café correndo (porque antes disso não sou gente), me vesti, peguei a bicicleta do meu marido

Continue lendo

Te atreves a sair das 4 paredes?

(Para leer el texto en Español pincha en: ¿Te atreves a salir de las 4 paredes?) Meu segundo lar Meu coração batia a um ritmo acelerado, enquanto pensava: “Já não tenho idade para essas aventuras. Mas que besteira estou dizendo? Deve estar faltando oxigênio no meu cérebro.” O caminho era íngreme, cheio de pedras e embora eu

Continue lendo

O despertador não soou! Levantei assustada e saí correndo pra ver o nascer do sol…

Acordei assustada e olhei no relógio. Oh, não! O despertador não soou e já era às 6:30 da manhã. Pulei da cama, tomei meu café correndo (porque antes disso não sou gente), me vesti, peguei a bicicleta do meu marido (que é mais rápida que a minha) e saí de casa como quem está dando a luz.

Janelas que conduzem a outras janelas

Gosto de janelas! Através delas observo a vida. Janelas nos conduzem a outras janelas. Nos mostram o mundo e uma infinidade de possibilidades. Eu gosto de possibilidades. Janelas são possibilidades. Meus olhos são janelas que me conduzem para fora de mim, por onde os demais me espreitam, me descobrem. Janelas são descobertas. Um canal de

Continue lendo