comportamento, Post's favoritos, Sem categoria

“Identidade”, a busca nossa de cada dia

(Para leer el texto en Español, pincha en: Cazador de mí)   Caçador de mim Por tanto amor, por tanta emoção A vida me fez assim Doce ou atroz, manso ou feroz Eu, caçador de mim Preso a canções Entregue a paixões Que nunca tiveram fim Vou me encontrar longe do meu lugar Eu, caçador… Continuar lendo “Identidade”, a busca nossa de cada dia

Anúncios
Poesia, Poesia ilustrada, texto ilustrado, Textos

Sou o que sou.

(Para leer el texto en Español pincha en: Soy lo que soy) Sou Quem sou? Sou a voz que não se aquieta na tua consciência. Que as vezes logra ser escutada quando o teu "eu", teu sujo, fútil e pequeno "eu", se acalma. Não sou uma estrela, não sou um ser que flutua em algum lugar desconhecido. Estou no  teu lado cada… Continuar lendo Sou o que sou.

Poesia, Textos

Não quero flores.

(Para leer esta publicación en Español pincha: No quiero flores) Quando eu fechar meus olhos, será o mais natural possível, Sem mágoas, remorsos ou arrependimentos. Quando apagar-se a luz da minha vida neste corpo, Não quero que lágrimas sejam derramadas sobre a matéria que se fará presente. Não espero lamentações nem dor. Quando meu espírito deixar… Continuar lendo Não quero flores.

Poesia, Post's favoritos

Não tenho ouro nem prata, mas o que tenho te dou…

(Para leer la publicación en Español pincha en: No tengo plata ni oro, pero lo que tengo te doy) Não me omitirei Serei o martelo que golpeia a tua consciência Te perseguirei pelas ruas e gritarei teu crime, Te incomodarei de mil maneiras, não te darei paz. Quanto te olhes no espelho, serei o teu reflexo,… Continuar lendo Não tenho ouro nem prata, mas o que tenho te dou…

Escrever, Texto de amigos

O pai que nunca tive.

Diz a lenda que antes do meu nascimento ele correu para os braços de outra mulher. Uma afligida mãe chorou pelo desprezo ao seu amor, porém ao olhar-se descobriu que dentro de si levava o fruto de seu amor.

Escrever fora das quatro paredes, Espanha, Lugares incríveis, lugares que convidam a escrever, Post's favoritos

O despertador não soou! Levantei assustada e saí correndo pra ver o nascer do sol…

Acordei assustada e olhei no relógio. Oh, não! O despertador não soou e já era às 6:30 da manhã. Pulei da cama, tomei meu café correndo (porque antes disso não sou gente), me vesti, peguei a bicicleta do meu marido (que é mais rápida que a minha) e saí de casa como quem está dando a luz.