Tag: reflexões

O ruído das folhas secas em outono.

(Para leer el texto em Español pincha en: El ruido de las hojas secas en otoño) As tardes cinzentas de anoiteceres prematuros; as folhas secas que pisamos pelo caminho, são um pouco de todas as coisas belas que o outono nos presenteia. Porém, o mais belo que guardo do outono, é o teu sorriso maroto, enquanto corres pisando as folhas

Continue lendo

Sou o que sou.

(Para leer el texto en Español pincha en: Soy lo que soy) Sou Quem sou? Sou a voz que não se aquieta na tua consciência. Que as vezes logra ser escutada quando o teu “eu”, teu sujo, fútil e pequeno “eu”, se acalma. Não sou uma estrela, não sou um ser que flutua em algum lugar desconhecido. Estou no  teu lado cada

Continue lendo

“Mi gozo en un pozo”. Escolho a alegria.

(Para leer el texto en Español pincha en: Elijo la alegría) A Ambição Superada “Certo dia uma rica senhora viu, num antiquário, uma cadeira que era uma beleza. Negra, feita de mogno e cedro, custava uma fortuna. Era, porém, tão bela, que a mulher não titubeou – entrou, pagou, levou para casa. A cadeira era tão

Continue lendo

Não tenho ouro nem prata, mas o que tenho te dou…

(Para leer la publicación en Español pincha en: No tengo plata ni oro, pero lo que tengo te doy) Não me omitirei Serei o martelo que golpeia a tua consciência Te perseguirei pelas ruas e gritarei teu crime, Te incomodarei de mil maneiras, não te darei paz. Quanto te olhes no espelho, serei o teu reflexo,

Continue lendo

Lugares que me convidam a escrever: Alejandro

Dorme, meu coração, porque enquanto sonhas velarei por ti. Estás tão sereno que ninguém diria que acordado tu és meu tsunami e minha alegria. Segues crescendo, meu amor, mas enquanto eu seja a tua “mamá querida” te guardarei nos meus braços e te encherei de carinhos. Já virá o dia em que terás vergonha de fazer-me mostras de afeto em público. Mas ainda assim, te olharei nos olhos e ali, escondido dentro de ti, verei todo o amor que tens por mim. Descansa entre sonhos, minha vida, e perdoa-me por todos os erros que cometi pelo caminho. Eu sei que foram muitos! No entanto, se há algo que possa dizer em minha defesa, é que me equivoquei, não por amor pouco, sim por amar intensamente e desejar que fosses o melhor de mim. Ah, “mi niño”! Não entendo como pudeste transformar toda minha vida em tão pouco tempo. Me mostras-te que me falta paciência, me sobra intolerância e ainda assim me amas. Sigo aprendendo, “cariño”, porque contigo estou no caminho… espero caminhar ao teu lado durante muitos anos. Dorme, meu coração.