Decálogo de Ana Nieto para transformar o seu livro em um bestseller de Amazon.

(Para leer el texto en Español pincha en: Decálogo de Ana Nieto)

Olá, companheiros de escritura! Sei que muitos já escutaram (leram) a frase:

Ter um filho, plantar uma árvore e escrever um livro é fácil. Difícil é criar o filho, regar a árvore e que alguém leia o livro.

Convenhamos: não é nada fácil escrever um livro. É necessário dedicar muito tempo à pesquisa, construção de personagens, diálogo etc. Não importa o tipo de livro que se escreva, porque em todos é necessário investir tempo, criatividade e empenho.

Mas chega o dia em que o livro está pronto (ao menos a primeira versão), e é quando começa a outra parte da aventura: conseguir pública-lo. Uma coisa que aprendi no último ano é que o mercado editorial está SATURADO. É muito difícil encontrar uma editora que esteja disposta em arriscar-se com um escritor desconhecido. Então os escritores que desejam  ver seu livro publicado, se arriscam a nadar no imenso oceano que é a internet: autopublicação online.

Passeando pelo Blog Literautas encontrei este valioso decálogo de Ana Nieto. Ana Nieto é diretora da agência de marketing digital: Web Empresa 2.0, fundadora de Triunfa con tu Libro e do podcast com o mesmo nome.

ana-nieto.png

Decálogo de Ana Nieto para transformar o seu livro em um bestseller de Amazon:

(traduzido por Claudine Bernardes)

1. O livro deve ser bom:

Que entendemos por um bom livro? Ainda que sobre este ponto sempre haverá polêmica, observaremos desde a perspectiva de que, para conseguir que um livro se venda e se transforme em um bestseller, deve ser apreciado pelo público para o qual foi escrito.

É importante estabelecer diferenças entre livros de ficção e livros de não ficção:

·Livros de ficção: sempre recomendo  escutar a Blanca Miosi, a autora que mais livros vende em Amazon em espanhol. Nesse programa (podcast) Blanca revela as tendências literárias atuais, tipo de gêneros e subgêneros com mais êxito hoje em dia.

·Livros de não ficção:   Para conquistar os leitores, o livro deve estar (principalmente) centrado em uma temática concreta. Além disso, deve contribuir com soluções e responder a uma necessidade, de forma que quem leia o livro perceba que colocando em prática o que está lendo, conseguirá uns resultados.

Para ajudar a centrar a temática,  fiz esse modelo de mini-formulário que costumo enviar aos os autores de não ficção, para que eles preencham:

«Olá, meu nome é______________  e ajudo a _______________ a obter ________ para que ________».

2. Publica o livro em Amazon:

Amazon é, atualmente e com muita diferença, a maior livraria do mundo. Por isso, recomendo que você dedique esforço em publicar e promocionar seu livro nessa livraria, porque é onde você poderá conseguir maiores resultados.

Publique o seu livro primeiro em formato eBook  e depois em formato papel. A publicação em ambos formatos é gratuita em Amazon.

As vendas de ebooks em Amazon é entre oito e dez vezes superior ao papel. Pensa por um momento: há quatrocentos milhões de cartões de crédito registrados, que com um só clic podem comprar o seu livro e baixá-lo imediatamente.

Então, por que  ter o livro em papel? Por duas razões:

·Há muitos leitores que preferem o papel.

·O livro em papel é um bom “cartão de visita” para enviar à pessoas influentes que podem falar de você e do seu livro:  bloggers, jornalistas, plataformas de livros em Internet que façam uma resenha do seu livro ou publiquem uma entrevista.

3. Seduza a Amazon para que dê visibilidade ao seu libro:

Em Amazon há muita competição. Por isso, você deve “seduzir” a Amazon para que dê prioridade ao seu livro na sua “vitrine” e mais pessoas o vejam.

Para isso é fundamental escolher quais são as palavras-chave que os leitores potenciais utilizam para buscar um livro como o seu, no buscador de Amazon. Você necessita descobrir essas palavras  “mágicas” e colocá-las em diferentes lugares como no título ou subtítulo.

palabras clave en Amazon

O segundo ponto que é essencial para posicionar um livro em Amazon são as categorias e subcategorias que escolhemos. Elas devem conectar-se com a temática e o gênero da obra. Geralmente há várias opções e o melhor é escolher aquelas em que o livro tenha mais possibilidades de destacar.

Por último, é MUITO importante conseguir o maior número de comentários possíveis.  Muitos autores deixam esse aspecto de lado, o que é um grande erro, porque é o que mais valoriza Amazon.

4. Seduza os leitores:

Ok. Seguimos os passos até aqui e já temos o leitor observando o nosso livro. Como faremos para que dê o último passo e faça clic em “Comprar”?

Estes são os aspectos que devemos atender em relação ao nosso livro:

·A Capa: deve prender o leitor nos três primeiros segundos e expressar rapidamente qual é a temática do livro. É o aspecto mais importante de todos.

·O título: deve chamar a atenção. Também deve ser fácil de memorizar e pronunciar. Deve estar bem visível escrito com letra grande.

·A Descrição: deve começar com uma pergunta de gancho e ser clara, direta e específica. Também é interessante introduzir um slogan atrativo. Como toque final introduza uma nota final escrita por você.

·Amostra grátis: se trata de uma amostra gratuita de 10% do livro que Amazon disponibiliza ao leitor. Que lhe parece se enganchamos o leitor através desse espaço?

5. Faça o lançamento do livro com um preço especial:

É normal que depois de terminar o seu livro e pensar  em todo o tempo que você dedicou a ele que não deve vendê-lo por um preço “baixo”. Entretanto, é recomendável que, ao princípio, por não ser um autor conhecido você ofereça sua obra por uma preço especial. (Nota da tradutora: isso também lhe ajudará a conseguir comentário, um fator muito importante para a promoção do livro)

6. Promoções de preços:

É muito importante fazer promoções e jogar com os preços de Amazon,  já que isso é algo que disponibiliza  KDP Select. Utilizar este serviço têm algumas vantagens e desvantagens.

A principal desvantagem de KDP Select  é que ao subir aí a sua obra realizas um contrato de exclusividade com Amazon e durante noventa dias você somente poderá vender seu livro em Amazon.

Em troca você terá algumas vantagens:

1. Utilizar essas promoções de preços pode aumentar a visibilidade dos seus livros.

2. Entrar na biblioteca de libros do serviço Kindle Unlimited. Esto ajudará ao seu livro ser mais visível e resultará em maiores ingressos.

7. Cria uma plataforma de autor:

Um fator importante para aumentar as vendas é que o seu livro tenha uma web o blog próprio. Ali será você quem coloque as regras, poderá estabelecer um melhor contato com os leitores e criar uma comunidade relatando artigos interessantes, onde poderá manter uma relação com os seus seguidores. Nesse artigo (espanhol) apresento alguns fatores que são essenciais em uma web de autor.

Dois bons exemplos de  webs de autor: página de Carlos Ruíz Zafón e de Armando Rodera.

8. Capta leads (dados de contato de leitores potenciais):

Ou seja, capta os dados de seus leitores e visitantes na web. Para quê? Para manter um contato com eles, poder enviar-lhes e-mails, saber onde vivem, etc. Assim você passará a conhecer melhor os seus seguidores e criar uma relação com eles.

Um exemplo de web de autor com uma excelente captação de leads é a de Cristian Perfumo.

9. Faça um book tour:

Consiste basicamente em entrar em contato com pessoas influentes (bloggers, podcasters e jornalistas) e conseguir que eles façam uma resenha do seu livro. Recomendo que você escute a entrevista que fiz com    Melanie Rostock (Espanhol). Ela conseguiu maior êxito nas vendas do seu livro graças ao book tour.

10. Não desista:

Isso mesmo! Não desista! É normal as vezes ter vontade de tirar a toalha por sentir-se decepcionado pela quantidade de vendas. Compartilho com você dois exemplos que me ajudaram a sentir-me melhor depois de passar por um momento de desânimo.

Em primeiro lugar veja o exemplo de  Jack Camfield. Esse autor  escreveu um livro que foi rechaçado por 143 editoras. Mas ele não desistiu. Finalmente a editora 144 disse “sim” e agora a sua obra Chicken Soup for the Soul já acumula milhões de vendas.

O segundo caso que me ajudou é o de Mercedes Pinto Maldonado, quem deu seu livro à uma editora e que além de não conseguir vendas, quase entrou em dívida com a editora. Finalmente ela decidiu pela autopublicação em Amazon e atualmente é um êxito de vendas. (Mercedes conta sua história  nessa entrevista).


Espero que esse material tenha sido de ajuda. Na minha opinião é um decálogo genial. Se você estará em Barcelona ou Madrid, poderá assistir as oficinas que a Autora realizará nessas cidades:

Oficina Triunfa com o seu livro: Barcelona (5 de marzo de 2016)
Oficina Triunfa com o seu livro: Madrid  (16 de abril de 2016)

Obrigada por passar pela minha Caixa de Imaginação. Até logo. 😉

Anúncios

10 comentários sobre “Decálogo de Ana Nieto para transformar o seu livro em um bestseller de Amazon.

    • Eu também prefiro os livros em papel, gosto de colecionar livros. No entanto, há livros que só se vendem em formato digital, ou é um material mais didático que não importa tê-lo em formato digital. Já comprei e li uns quantos livros nesse formato, e a verdade é que gostei da experiência. Cada vez há mais pessoas apostando por esse formato, pelo preço, comodidade, questão ecológica etc. E para quem quer publicar um livro é uma ótima saída. Além disso, Amazon também disponibiliza a possibilidade de impressão à demanda dos livros vendidos ali. Com o qual, quem publica em Amazon tem a possibilidade de publicar livro digital e em papel. Obrigada pela visita e pelo comentário. 😉

      Curtido por 1 pessoa

      • Olá amiga, eu assinava uma revista de informática, a Info, assinei por anos, mas no momento que ela tornou-se digital, entrei em contato com eles e suspendi minha assinatura, gosto de navegar na internet, mas ler livros ou revistas aqui, não, até ler páginas na internet, muito extensas, blogs, outros, também não. Nada como um bom livro em mãos, nestes dois meses e meio, a partir da metade de dezembro, já li doze livros, e espero que venha mais, mas papel. Abraços, Mauro

        Curtido por 1 pessoa

      • Oi Mauro. Eu também passo pelo mesmo problema. Estive lendo sobre isso, e é uma questão geral. A leitura pela internet necessita ser algo curta. Os textos longos cansam a vista e o leitor perde logo o interesse. Eu utilizava a minha tablet para ler, mas cansa a vista. Algumas pessoas que têm aparelhos kindle ou similares me disseram que como a tela não brilha também não cansa a vista. Mas na verdade não me animo muito. Prefiro papel mesmo. Puxa doze livros… eu não chego nem na metade hehehe. Bem agora mesmo estou mais numa fase de escrever e com a posgraduação que estou fazendo não me sobra muito tempo para outras leituras que não seja relacionada com psicologia. Um grande abraço.

        Curtido por 1 pessoa

  1. Querida Claudine me gusta todo el detalle descriptivo que haces de como se debe posicionar un libro.
    Yo me siento incapaz de hacer esa labor de auto marketing.
    I, si es necesario, pero se necesita un tiempo que prefiero dedicar a otras cosas.Aunque , como bien dices ,un libro es cómo un hijo y bien le dedicamos tiempo y amor des-interesadamente.
    Yo para construir las ideas previas y luego escribir ,así lo hago, pero la parte que sigue….ya no me interesa tanto.Y eso que cando he recibido la noticia del ranking de ventas,daba saltos de alegría……………
    Te voy a pedir un favor….si quieres ayudarme a describir algunas ideas para crear un concurso atractivo para poner en el bloc….y el premio seria recibir el libro mio de COACHING.
    Una posibilidad seria contar alguna historia particular de superación( con seudónimo ,si es necesario)pues mi próximo libro va de superación de conflicto en la pareja.
    Ahí lo dejo……………….
    Espero que lleguen muchos comentarios….y luego de los tres mas originales serían los seleccionados .
    ya me dirás si compartes mi idea
    Un abrazo
    Montse

    Curtido por 1 pessoa

    • Hola, Montse…el caso es que tu tienes una editora respaldándote y es trabajo de ella divulgar y promover el libro, por eso “se queda” con el 90% de la venta. La cuestión es que cuando una persona no consigue una editora y entra en la autopublicación hay que dar de su parte para conseguir vender su producto. Sobre lo otro te escribiré en privado… me encantó la idea. 😉

      Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s