Categoria: Escrever

O amanhecer no Mediterrâneo

(Pinche para leer el texto en Español: Amanecer Mediterráneo)   Fotografia e edição: Claudine Bernardes. Praia de Benicassim Acordei assustada e olhei no relógio. Oh, não! O despertador não soou e já era às 6:30 da manhã. Pulei da cama, tomei meu café correndo (porque antes disso não sou gente), me vesti, peguei a bicicleta do meu marido

Continue lendo

Café com o Autor: Mario Escobar.

(Para leer el texto en castellano pincha en: Cafe con Mario Escobar)   Hoje quero apresentar para vocês um autor espanhol que é topvendas em Amazon. Se trata de Mario Escobar. Mario Escobar é um autor com milhares de livros vendidos em todo o mundo, com aproximadamente 50 livros editados, não somente em Amazon, mas também

Continue lendo

Apatia, empatia, simpatia, compartia e outras tias.

(Para leer el texto en español pincha en: Empatía) Apatia, simpatia, compartia, empatia, e outras tias. A jovem caminhava com passos firmes e constantes pelo centro da cidade, quando observou uma multidão gritando com cartazes nas mãos. Aproximou-se do grupo com a mesma determinação que sempre a acompanhava e ficou escutando suas demandas por um salário e condições laborais mais dignas. Sempre

Continue lendo

Decálogo de Ana Nieto para transformar o seu livro em um bestseller de Amazon.

(Para leer el texto en Español pincha en: Decálogo de Ana Nieto) Olá, companheiros de escritura! Sei que muitos já escutaram (leram) a frase: Ter um filho, plantar uma árvore e escrever um livro é fácil. Difícil é criar o filho, regar a árvore e que alguém leia o livro. Convenhamos: não é nada fácil escrever um

Continue lendo

Game Literário do Blog “Portal da Escritura

  Achei legal e por isso resolvi reblogar esse post do blog “Portal da Escritura”. Se trata de um concurso que eles denominaram “Game Literário”  Se quer mais informação pode ler o texto abaixo ou entrar proprio blog: Game Literário Olá queridos leitores do blog! É com muita alegria que venho anunciar nosso 1º Game Literário “Máquina

Continue lendo

Tudo pronto, só falta escrever: eu dou um empurrãozinho

(Para leer el texto en Español pincha en: Todo listo, solo falta escribir) Novo documento Folha em branco. Fonte Arial. Tamanho 12. Parágrafo centralizado. Espaçamento 1,5. Café feito. Música de fundo. Tudo pronto, só falta Escrever. (Ivan Cardoso – Blog Contos do Cardoso) As vezes a primeira frase é a parte mais difícil.   Assim é, as vezes

Continue lendo

O ruído das folhas secas em outono.

(Para leer el texto em Español pincha en: El ruido de las hojas secas en otoño) As tardes cinzentas de anoiteceres prematuros; as folhas secas que pisamos pelo caminho, são um pouco de todas as coisas belas que o outono nos presenteia. Porém, o mais belo que guardo do outono, é o teu sorriso maroto, enquanto corres pisando as folhas

Continue lendo

Te atreves a sair das 4 paredes?

(Para leer el texto en Español pincha en: ¿Te atreves a salir de las 4 paredes?) Meu segundo lar Meu coração batia a um ritmo acelerado, enquanto pensava: “Já não tenho idade para essas aventuras. Mas que besteira estou dizendo? Deve estar faltando oxigênio no meu cérebro.” O caminho era íngreme, cheio de pedras e embora eu

Continue lendo

Lugares que me convidam a escrever: Alejandro

Dorme, meu coração, porque enquanto sonhas velarei por ti. Estás tão sereno que ninguém diria que acordado tu és meu tsunami e minha alegria. Segues crescendo, meu amor, mas enquanto eu seja a tua “mamá querida” te guardarei nos meus braços e te encherei de carinhos. Já virá o dia em que terás vergonha de fazer-me mostras de afeto em público. Mas ainda assim, te olharei nos olhos e ali, escondido dentro de ti, verei todo o amor que tens por mim. Descansa entre sonhos, minha vida, e perdoa-me por todos os erros que cometi pelo caminho. Eu sei que foram muitos! No entanto, se há algo que possa dizer em minha defesa, é que me equivoquei, não por amor pouco, sim por amar intensamente e desejar que fosses o melhor de mim. Ah, “mi niño”! Não entendo como pudeste transformar toda minha vida em tão pouco tempo. Me mostras-te que me falta paciência, me sobra intolerância e ainda assim me amas. Sigo aprendendo, “cariño”, porque contigo estou no caminho… espero caminhar ao teu lado durante muitos anos. Dorme, meu coração.

Papai Noel de férias perto de casa.

Quando eu era pequena, e as crianças ainda voavam livres pelas ruas da cidade, buscávamos aventuras em todas as esquina. Cada casa abandonada nos parecia um mundo desconhecido, cheio de mistérios a decifrar. Os terrenos baldios, que naquela época abundavam, eram países longínquos para onde sonhávamos viajar. Inclusive a vala que passava atrás de casa, foi transformada em um caudaloso rio onde, um dia, cheia de boas intenções, tentei ajudar minha irmã pequena a cruzá-la, e sem querer a joguei de cabeça no esgoto. Que dias aqueles!