Dia Internacional do livro infantil

(Para leer el texto en español pincha en: Día del libro infantil)

1 andersen

Não podia deixar de comemorar o Dia Internacional do Livro Infantil, que se celebra cada ano no dia 2 de Abril, desde 1967.  Se celebra todos los años el día 2 de Abril, desde el año de 1967. Essa data foi escolhida em homenagem ao escritor dinamarquês Hans Christian Andersen. 

Agora deixo um dos tantos contos de Andersen e depois veremos um pouco da sua  biografia.

A princesa e a ervilha

Era uma vez um príncipe que queria se casar com uma princesa; mas ela tinha que ser uma princesa de verdade. Ele viajou por todo o mundo para encontrar uma, mas em lugar algum ele conseguiu encontrar o que ele queria. Havia muitas princesas, mas era muito difícil descobrir se elas eram verdadeiras. Havia sempre algumas coisas nelas que não eram como deviam ser. Então ele voltou para casa novamente e ficou triste, porque ele gostaria muito de encontrar uma princesa de verdade.

Uma noite caiu uma forte tempestade acompanhada de trovões e raios, e a chuva caía torrencialmente. De repente alguém bateu no portão de entrada da cidade, e o velho rei foi abrí-lo.

Era uma princesa que ali estava em frente ao portão. Mas, que pena! a visão que a chuva e o vento fizeram dela. A água caía de seus cabelos e das roupas; e escorriam até os dedos dos seus sapatos e chegavam até o calcanhar. No entanto, ela dizia que ela era uma princesa de verdade.

“Bem, logo descobriremos,” pensou a velha rainha. Mas ela não disse nada, foi para o quarto, tirou todos os utensílios que estavam na cabeceira da cama, e colocou uma ervilha no fundo; depois ela pegou vinte travesseiros e os colocou em cima de uma ervilha, e depois colocou vinte edredões em cima desses travesseiros.

A princesa teria de dormir em cima deles a noite toda. Ao amanhecer, lhe perguntaram como ela tinha dormido.

“Oh, muito mal!” disse ela. “Nem sequer consegui fechar os olhos a noite toda. Deus sabe lá o que havia na cama, mas eu estava deitada em cima de alguma coisa muito dura, então eu fiquei com o corpo todinho marcado. Foi horrível!”

E foi assim que eles descobriram que ela era uma princesa de verdade porque ela havia sentido a ervilha através dos vinte travesseiros e dos vinte edredões.

Ninguém, exceto uma princesa de verdade poderia ser tão sensível como ela.

Então o príncipe a tomou como esposa, pois agora ele sabia que ela era uma princesa de verdade; e a ervilha ficou exposta num museu, onde ela poderia ser vista, se ninguém a roubasse. Essa sim que é uma história de verdade!

2 andersen

Conhecendo um pouco sobre Hans Christian Andersen

Na sua autobiografia titulada “O conto de fadas de minha vida“, o escritor dinamarquês (1805-1875) afirma que a sua mãe, lavadeira, era uma mulher instruída. Seu pai, por outra parte, era um sapateiro com muita imaginação poética, que sempre presenteava seu filho com livros que este devorava. Andersen sempre foi um menino solitário que nunca brincava com outros meninos. Seus companheiros e amigos eram os livros. A infância de Andersen foi marcada pela miséria e problemas psicológicos. Quando tinha 11 anos seu pai morreu e ele teve que abandonar os estudos e começar a trabalhar para poder sobreviver. Foi ajudante de alfaiate, trabalhou numa fábrica de cigarros, até que começou a trabalhar em um teatro. Primeiro trabalhou com fantoches, dançou e cantou (tinha uma linda voz de soprano).  Entretanto com a juventude a sua voz mudou e Andersen começou a escrever (obras de teatro, poemas, novelas).

Aos 24 anos entrou na Universidade de Copenhague e começou a ser reconhecido como dramaturgo e poeta. Apesar de ter escrito muitas novelas, poemas e obras teatrais, Andersen realmente passou a ser conhecido pela sua magnífica coleção de contos de fadas publicada entre 1835 e 1872. Tenho certeza que você já escutou falar de varios contos de Andersen, entre os quais encontramos:

 

Te animo a contar contos às crianças que você conhece. Os contos enriquecem a imaginação das crianças e ajudam a criar ferramentas psicológicas para que elas enfrentem as situações da vida.

Um grande abraço e até breve!

Anúncios

4 comentários sobre “Dia Internacional do livro infantil

  1. Claudine una vez más magnifica publicación.
    Tu gran imaginación y tu excelente narrativa nos transportan a ese mundo de sueños que no deberíamos permitir que dejara de acompañarnos.
    Un abrazo muy cariñoso.
    Montse

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s