Tag: educação

COMO POSSO AJUDAR UMA CRIANÇA QUE EXPRESSA MUITA RAIVA?

Antes de responder a essa pergunta, é muito importante esclarecer que é super natural que uma criança dessa idade tenha momentos em que expresse a raiva de uma forma bastante forte. Essa é a idade da birra, principalmente porque ao não conseguir se comunicar de forma adequada com o adulto a criança se frustra e daí

Continue lendo

PERDÃO: Como ensinar para que a criança aprenda de verdade

Você quer ser feliz por um instante? Vingue-se. Você quer ser feliz para sempre? Perdoe. TERTULIANO Existem conceitos que são muito difíceis de ensinar. Você pode explicar de forma racional e será entendido da mesma forma racional, porém não será introjetado adequadamente e por isso pouco sentido fará na vida de quem o assumiu. Ou

Continue lendo

OFICINA “PONTE ENTRE GERAÇÕES” – Livro Contos que Curam

Como vocês já sabem, há pouco lançamos o livro Contos que Curam. Este livro está formado por 24 Oficinas de Educação Emocional por meio de contos. Além de ser coordenadora editorial junto à Flavia Gama, também sou autora da oficina que abre este livro, que se chama “Ponte entre Gerações”. Antes de contar um pouco

Continue lendo

Lançamentos: Curso de Contoexpressão online + Oficinas de Contoexpressão e Mestrado Europeu de Contoexpressão.

Vocês pediram e eu resolvi atender!!! Como você já sabe estive no Brasil durante dois meses ministrando curso de Contoexpressão em várias cidades (Curitiba, Navegantes, BH, São Paulo e Criciúma), além de diversas palestras e oficinas. Muitos quiseram participar do curso, porém por algum motivo não puderam e recebi um montão de e-mail pedindo que eu realizasse este curso de forma online.  Também recebo muitos pedidos em relação as oficinas que realizo, assim que a partir de hoje estarão disponíveis para quem deseje comprá-las para aplicá-las com seus grupos.

Oficina de Autoestima – Educação Emocional através de Contos.

Quer conhecer uma atividade para trabalhar a autoestima??? Oficina de contoexpressão: O que te faz único é… por Claudine Bernardes (Especialista em Contos e Fábulas Terapêuticas).

O Perfume da Professora: uma história para viver e compartilhar.

Ontem recebi mensagens de duas professoras que me motivaram a compartilhar com vocês esta história. Uma delas, é professora aposentada, que aos seus 73 anos ainda dedica o seu amor e sua energia a ajudar a crianças e adolescentes.  Geralmente compartilho histórias com atividades para que professores, psicólogos e psicopedagogos, trabalhem com terceiros, mas hoje

Continue lendo

Você acha que é possível contar contos para adolescentes?

Sim, claro que é possível! Mas você deve estar disposto a rir de si mesmo. Não é nada fácil estar diante de um grupo de  adolescentes e saber que eles estão pensando:  O que essa estranha está fazendo aqui? Eu não sou mais uma criança para me contem contos!  Histórias utilizadas:

 “O Pescador e o Gênio” (Ifrit) que faz parte das “Mil e uma noites”. (Dê uma olhada neste link onde você pode baixar a Análise Simbólica que fiz desta história).
Davi e Golias, história da Bíblia.

Já é oficial: Lançamento do Conto “Carlota não quer falar” no Brasil. Editora Grafar

Como muitos de vocês já sabem, em abril deste ano o meu livro infantil foi lançado na Espanha, através da Editora Sar Alejandría (link sobre o lançamento). “Carlota não quer falar” é um livro que está formado por um conto interativo + guia didático + Ludo das Emoções com 30 Cartas (clica aqui para conhecê-lo melhor). Este

Continue lendo

Ludo das Emoções: jogando aprendemos sobre nossas emoções.

(para leer esta entrada en castellano, pincha aquí) O Ludo das Emoções faz parte do Conto “Carlota não quer falar” e foi criado para promover um espaço lúdico em família, no colégio e inclusive dentro de um espaço terapêutico.  A diferença entre este material e os ludos normais, é que o Ludo das Emoções está

Continue lendo

Toma nota: Menos sermões e mais histórias, seus filhos agradecerão e crescerão.

(Para leer el texto en español pincha aquí) Sejamos sinceros, quem gosta de levar sermão? Ninguém! Essa é uma verdade universal. Realmente só valorizamos os sermões que recebemos dos nossos pais ou professores, quando já temos idade suficiente para dar sermões também. Ou seja, quando já não nos serve. Ou quando somos pais, e então

Continue lendo